Unidos de Bangu Divulga Sambas Concorrentes Para o Carnaval 2019
24/07/2018 13h40 - Redação Publicando News

No último domingo, a Unidos de Bangu realizou sua feijoada com entrega dos sambas concorrentes para o carnaval de 2019. Confira a seguir, as 10 obras inscritas na disputa.

Jorge Barbosa, Deo Costa, Maromba, Rodrigo, Quinzinho, Aldair e Beto Mesquita

VEM DE LÁ
ONDE A TERRA BEIJA O CÉU?
OH, MÃE DIVINA! DO SEU SANTO VENTRE NASCEU!
PREDESTINADA, COROADA PELOS DEUSES
É ENERGIA, É RAIZ DA CRIAÇÃO
MÃOS ABENÇOADAS NA SEMEAÇÃO,
PARA O MUNDO REALIZAÇÃO.
CRUZOU TERRAS, CÉUS E MARES
COM REQUINTE DE BONDADE
DAS REVESES FEZ FARTURA
SEM LUGAR NAS ESCRITURAS,
VENCEU COM SUA DIVERSIDADE

CANTA BANGU! GRITA BEM ALTO! A HORA É ESSA!
TENHA A SANTA PACIÊNCIA,
PÕE A MÃO NA CONSCIÊNCIA, MEU SENHOR
QUEM TEM FOME TEM PRESSA!

E PRA CUMPRIR NOBRE MISSÃO,
NA TERRA BRASILIS APORTOU,
NA MAIS DOCE UNIÃO,
PELO SOLO FÉRTIL SE ESPALHOU.
VAI! VAI, BRASIL!
COM BRAÇO FORTE DO SEU POVO GUERREIRO,
VENCER A FOME QUE ASSOLA O MUNDO INTEIRO
SE A ARTE IMITA A VIDA,
VIDA QUE IMITA A ARTE
RAMIFICA NO UNIVERSO
E VAI GERMINAR EM MARTE

A REALEZA MANDOU, PLANTEI
COM UM MUNDO MELHOR SONHEI
FLORESCEU, SEDUZIU, ENFEITOU LAPELA
MEU CALDEIRÃO VAI FERVER NA PASSARELA

Thiago Martins, Myngal, Bruno Falcão, Marco Moreno, Mingalzinho, Junior Castro, Wagner Mariano, Julio Vagareza, Cléber do Tamborim, Robinho Bacalha, Marcão Lodi e André Maiacu

Corre nas veias a força do sangue vermelho
Respeite a história do meu pavilhão
Os Deuses vão nos guiar nesta Avenida
E nesse canto de alegria a coroação
O brilho do sol emana energia
Mãe Terra, deu vida a tua semente
Uniu seu destino ao Sul desse mundo
Tornou-se raiz que a fome alimentou
Ninguém escolheu do Rei ao plebeu
Aos quatro cantos a sua essência se eternizou

A raiz cruzou o mar, chegou e cresceu
Nas terras de lá o sonho nasceu
Fatura de um povo sofredor
Valente, guerreiro, sonhador

Um sábio ao ensinar a plantação
Encontrou no solo a imensidão
Que o Rei se encantou
Na mesa fez a fome saciar
Encheu os olhos de quem desconfiou
Será? Nossa terra um celeiro
Fértil chão brasileiro
Que encantou o mundo inteiro
Com arte, o meu sonho viajou chegando em marte
Divido é contemplar o céu azul
Semeando amor em nossa gente
Canta bem alto que chegou Bangu

Marcio Oliveira, Luís Caxias, Marcelo Marrom, Gylnei Bueno, Robinho Lins, Edinho do Banjo, Nino do Cabuís e Guinho

Sou eu!
A força que desperta na avenida
Nesse carnaval de bem com a vida
Cultivando sonhos (Eu vou!)
Germinando emoções
Pelo Deus sol iluminada
Fui predestinada em além-mar
Curei em nome da Fé
Venci a fome e a desconfiança
Com simplicidade e esperança
Assim meu nome "correu chão"
Sou o dom da alimentação

A beleza das flores
Sutileza nas cores
Antiga fonte de riqueza
Dei asas para toda a realeza

Mãe Terra ventre gentil
Tua fartura ao mundo encantou
O som da enxada lembra o batuque do tambor
Brota energia e caio na mão do trabalhador
Cardápio perfeito pra saborear
Dos índios um feito de bom paladar
Unidos! ? Temos o poder da superação
Nutrir o povo de alegria
É nossa missão!

Um canto de amor se espalha no ar
A vermelho e branco a emocionar
Meu samba é Raiz!, é inspiração!
Sou Bangu de coração

Eli Penteado, Gulle, Cimazinho, Fábio Bueno, Prof Sônia Pedro, Victor do Chapéu e Moleque Silveira

BROTOU DO VENTRE DA TERRA
IRRIGADA DE LUTA, FORÇA E SUOR
E SANGUE VERMELHO DO MEU PAVILHÃO
A DOCE RAIZ
ABENÇOADA PELOS DEUSES
BORDANDO ASSIM?
UMA LINDA VITÓRIA EM DEVOÇÃO
EMANANDO ENERGIA
SOB A LUZ DO DEUS SOL.

ÓH! MÃE TERRA
MATA A MINHA FOME
COM A RAIZ DIVINA, VEM ME ALIMENTAR
PLANTEI NÃO TENHO O QUE COMER
A DOR DA FOME MALTRATA SEUS FILHOS

DA CORDILHEIRA AOS CÉUS
DESCENDO A NOBREZA ATÉ O POVARÉU
E NO SOLO ÁRIDO E FECUNDO? FEZ HISTÓRIA
SE ESPALHANDO AOS QUATRO CANTOS DO MUNDO
PELAS MALHAS DO DESTINO
UM NOVO E VELHO MUNDO AO CRUZAR O MAR
(RE)UNIDOS PRA VENCER BARREIRAS
NAS MÃOS DO HOMEM TRABALHADOR
QUANDO AQUI CHEGOU
SE RAMIFICOU

VEM SABOREAR
DEGUSTAR ESSA GUERREIRA
RAIZ, PAIXÃO MUNDIAL
SOBRE A MESA DA UNIDOS DE BANGU
UM PRATO "ESPECIAL"

Samir trindade, André Kaballa, Marcio de Deus, Wellington Amaro, Paulinho ferreira, Henrique Costa, Fabio Fonseca, Fabio Martins, Neizinho do Cavaco, Julio Assis, Marlon P. e Vinícios Sombra

Estende o tapete da história
Pro amor mais antigo, meu pavilhão
Prepare o banquete da glória
Vem da zona Oeste, essa devoção
Os Deuses vem coroar
Deus Sol iluminar
Do alto nascia, a força da vida
Por todos os cantos se espalharia
Pacha Mama é mãe
Do seu ventre um novo dia

Ouro do chão, terra molhada
Na sagrada fé, renegada
Matou fome da pobreza, foi a cura do mal
Nos salões da realeza, o prato principal

Parmentier , brilhou em Versalhes
De rainhas e reis, navegou outros mares
Tesouro à moda francesa
Chegou no Brasil "real"
A doçura do índio, antes de Cabral
Mãos plantaram um lindo matiz
As mãos que erguem meu pais
Da simplicidade, do cheiro de mato
Na ponta da enxada o nosso retrato
Lá vem meu celeiro
Semeia Bangu pro mundo inteiro

Vamos plantar a paz
Chegou minha raiz, o caldeirão vermelho
Cresceu e não se desfaz
Alimenta esse povo guerreiro

Maurício do Boné e Jorge Pedra

Reluz nos pergaminhos da história
A Unidos de Bangu
Vem exaltar
Deus sol e Pacha Mama
Estão em glória
O reconhecimento vai chegar
Os incas
Cultivaram no passado
Se alastrou
Através de além mar
Raiz que cura
Contribui com a medicina
Faz magia em culinária
Agradando o paladar

É potência no agro-negócio
É solução barata
Meu Brasil exportando
Pro mundo batata

Batata doce
Batata inglesa
Carboidrato a vontade
Na nossa mesa

Reluz?

Edinho Fortis, Thiago SB e Roberto Nascimento

O sol irradia
Fecunda energia desse chão
Dos deuses a benção ao solo
Fertiliza semeando nutrição
Alimentando a nobreza
Trazendo a cura da natureza
No balanço do mar
A Europa conquistou
O desconhecido temido despontou
Aos olhos da realeza
A colheita germinou

Tá nas mãos calejadas do trabalhador
Com seus pés rachados derrama o suor
Palntando com garra samba na avenida
Lá vem minha escola colhendo conquiatas

Se esparrama neste chão
Os Incas conceberam o abençoado
É festa junto ao meu pavilhão
Em louvação aos deuses sagrados
Unidos agradece com clamor
A colheita que ao mundo conquistou
Chegando em marte, mostrando valor
Na crise a esperança, sem classe ou cor
Avante zona oeste, firmes pra batalha
A produção só cresce a terra é regada
Na força de Pacha mama
Minha escola chegou cantando com amor

Canta forte Bangu, arquibancada incendeia
Meu sangue fervendo nas veias
É minha raiz não dá pra negar
Amor que vou sempre plantar

Sobrinho, Maurício Martins, Marcelino Tadeu de Assis, Celso Ribeiro, Marcos Marinho, Deógenes Guimarães e Márcia Souza

A RAIZ QUE PACHA MAMMA DEU NOS ANDES
PROS INCAS NUM TEMPO DISTANTE
COM O ADORADO DEUS, INTI,
CRUZOU O MAR COM OS NAVEGANTES
NO VELHO CONTINENTE FOI FLORIR.
PRO PAPA, PROMESSA DE CURA;
DEU MEDO, MAS A FOME FEZ CESSAR;
O REI MANDOU FAZER
A PLANTAÇÃO CRESCER
PARA TRISTEZA DA MISÉRIA SUPERAR

A FLOR, TÃO BELA,
FOI PRA CABEÇA COROADA E PRA LAPELA;
E O TRABALHO DE PLANTAR E DE COLHER
FOI PARA O POVO QUE NÃO TINHA O QUE COMER

HOJE, NA LUTA CONTRA O MAL DA FOME
FLAGELO DO HOMEM
ESPALHA AS RAMAS NOS TERREIROS
COM A JETICA QUE SUMÉ MANDOU
COLHER NO SOLO TROPICAL,
NESSE CELEIRO ONDE ENFIM CHEGOU
COM A FAMÍLIA IMPERIAL.
ASSIM SE ESPARRAMOU POR TODA PARTE
INDO PARAR ATÉ EM MARTE,
A NASA QUE LEVOU.
E A UNIDOS DE BANGU TRAZ PRA AVENIDA
ESSE TUBÉRCULO QUE À VIDA
A MÃE TERRA OFERTOU.

VEM DO TEU VENTRE, OH PACHA MAMMA
O ALIMENTO PRO MUNDO INTEIRO

COM A UNIDOS DE BANGU, O SAMBA,
A RAIZ QUE NUTRE O POVO BRASILEIRO

Diego Nicolau, Dudu Senna, Richard Valença, Renan Diniz, Rafael Prates, Orlando Ambrósio, Fernando Professor, Washington Mota, Léo Peres, Carlinhos da Chácara, Denilson do Rozário e Lucas Donato

NO VENTRE DA TERRA, TESOURO
O OURO QUE BROTA DO CHÃO
PREDESTINADA AO NASCER DO SOL
SOU EU? DE PACHA MAMA, FORÇA E RAIZ
MARCADA EM MINHA HISTÓRIA A DOR, A CICATRIZ
O ESPANHOL CRUZOU O TENEBROSO MAR E ME LEVOU
DO NOVO MUNDO AO VELHO CONTINENTE
LÁ ME TRANSFORMEI EM ESPERANÇA CONTRA TODO MAL
NUTRINDO CORPO E ALMA DE UM GUERREIRO
ESTEIO DA IGUALDADE SOCIAL

ESPALHA RAMA, ABENÇOA ESSA GENTE SOFRIDA
É LIDA, É VIDA
É SÓ ACREDITAR
PRA COLHER O BEM, BANGU VAI PLANTAR?

AMOR, QUE ATIÇA A CABEÇA
SABOR, ENFEITA A NOBREZA EM FLOR
RECEITA PERFEITA, PAIXÃO QUE AQUECE
O CALDEIRÃO DA ZONA OESTE
O SAL DO SUOR QUE ESCORRE NA ENXADA
CELEIRO DESSE MUNDO DE MEU DEUS
ONDE O CANDEEIRO ACENDE A EMOÇÃO
ESSA PLANTAÇÃO DEU CARNAVAL
RAÍZES DO SAMBA
DO CAMPO AO ESPAÇO SIDERAL

QUANDO BATER NO CORAÇÃO
VAI RENASCER A ESPERANÇA
PRA ALIMENTAR TODO ESSE POVO DE AMOR
BANGU CHEGOU!

Francisco Carlos (Filho de Zefinha)

FONTE DE ENERGIA CARNAVAL
QUARTO ALIMENTO DO MUNDO
MARCANTE NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE
É PURA SIMPLICIDADE
INTI, O DEUS SOL ENERGIZOU
PACHA MAMA NUTRIU CAULE E RAIZ
PRA UNIDOS DE BANGU CANTAR FELIZ
DESCEU DOS ANDES A CUMPRIR SEU DESTINO
VIAJANDO EM CARAVELAS PELO VELHO SE ESPALHOU E CUROU
HOJE VEM NUTRINDO O MENINO
QUE TEM O MESMO SONHO DO PASSADO
SER COROADO MUNDO DE AMOR!

A DOR DE VER UM FILHO SEM COMER
É MAIOR DO QUE A PRÓPRIA FOME
E FALTA DE ALEGRIA É CULPA DO BICHO HOMEM
GRANDE GUERREIRA ELA É DE RESISTIR
NA FORÇA DA AMIGA ESTOU NA SAPUCAÍ

REIS APENAS FLORES ATÉ VIR INANIÇÃO
PAPA COMIA PRA SAÚDE EM ORAÇÃO
NOS PÓS GUERRAS ELA FOI A SALVAÇÃO
RETRATADA POR VAN GOGH
MUSA DE PABLO NERUDA
NA FALTA DO TUBÉRCULO FOI DEUS NOS ACUDA
DOS INCAS CENTENÁRIOS AO ROÇADO BRASILEIRO
ENCONTROU COM JETICA DE SUMÊ
COMAM, POIS, POIS, MUNDO INTEIRO
BRASIL PANDEIRO VOCAÇÃO PARA CELEIRO
PÉS RACHADOS NA ENTRADA É PLANTAÇÃO
A MAIS DOCE QUANDO NASCE, ESPALHA RAMAS PELO CHÃO

NA CERTEZA VOCÊ DIZ: ESSA É AMADA!!
TÁ ASSANDO, E VACILÃO NÃO TÁ COM NADA
SELO TERCEIRO EM CARRUAGEM DE AMBIÇÕES
PUXADA POR COVARDES SEM VERGONHA E LADRÕES

MAS, DO VENTRE DA TERRA ELA É?

Curta Nossa Página:

http://www.facebook.com/PublicandoNews


Comentários(0)
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
O material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.
"Entrega teu caminho ao Senhor, confia nele e tudo o mais ele fará" (Salmos 37.5)