Salgueiro Divulga Sambas Concorrentes Para o Carnaval 2019
29/07/2018 18h00 - Redação Publicando News

O Salgueiro divulgou na tarde deste Domingo, os sambas concorrentes para o carnaval 2019. Dezessete parcerias estão na disputa.

Com safra diversificada, o Salgueiro iniciará os cortes no próximo dia 11 de Agosto.

Na próxima folia, a vermelha e branca levará para a avenida o enredo "Xangô", que será desenvolvido pelo carnavalesco Alex de Souza.

Xande de Pilares

AGÔ... MEU PAI XANGÔ
ALAAFIN OYÓ, O JUSTICEIRO
BATO CABEÇA
E ENTREGO EM TUAS MÃOS
A MINHA VIDA E O MEU SALGUEIRO
SENHOR DOS RAIOS E TROVÕES
A REALEZA A DIVINDADE
SÓ VOU PLANTAR O BEM
QUERO COLHER FELICIDADE
NAS ÁGUAS DA CACHOEIRA ME BANHEI
NO ALTO, LÁ NA PEDREIRA EU REZEI
O MEU VERMELHO TEM AXÉ
EU PEÇO PAZ PRA QUEM TEM FÉ

KABECILÉ! KAÔ!
NA PROTEÇÃO DE CADA FILHO TANTO AMOR
SALVE! AS RAINHAS DO MEU ORIXÁ
OYÁ, OXUM, OBÁ

ESSÊNCIA DO PODER DE OLORUM
DO FOGO NA FOGUEIRA DE SÃO JOÃO
RELUZ NESSE MACHADO A JUSTIÇA
É ELE QUEM AMANSA O LEÃO
NA FORÇA DA SENTENÇAS AFONJÁ
IMPUNIDADE NÃO VAI TRIUNFAR
BAHIA Ô? SAGRADA BAHIA
CANTA MINHA ACADEMIA
AS BÊNÇÃOS QUE VEM DE LÁ
MEUS OLHOS ESTÃO BRILHANDO
JÁ PREPAREI O AMALÁ

XANGÔ É REI, LÁ VEM SALGUEIRO
É A FURIOSA NO BALANÇO DO ALUJÁ
DEUS O MOR PRA BUSCAR MAIS UMA ESTRELA
DEPOIS EU SUBO PRA COMEMORAR

Rafa Hecht, Djalma Ferreira, Alexandre Pequeno, Jedson Santos, Anízio Pastor, Benjamin Carioca, Vagner Silva, Conceição

SALVE O REI!
O HOMEM FORTE, O OBÁ, O ALÁÀFÌN
SALVE O REI!
SENHOR DAS ARMAS E ALMAS DE ÒYÓ
EU SONHEI COM AS FAÍSCAS E RAIOS ENFIM DIVINOS
AUSENTE DO SEU TRONO, MAS PRESENTE EM CADA OLHAR
O ORUM AVERMELHOU PRA CONCEBER O ORIXÁ
O DONO DA ENERGIA, O FOGO DO PODER
A CONDUZIR E PROTEGER
QUANDO A COBIÇA SE FEZ CORRENTE
ELE ERGUEU O OXÉ PRO POVO RESISTIR
ESCUTE O ALUJÁ, A FORÇA DE MEU PAI ESTÁ AQUI!

QUANDO A PEDRA ROLOU NA PEDREIRA
TROVEJOU, RELAMPEJOU
O MEU DESTINO ILUMINOU
E A ÁGUA MINOU NA CACHOEIRA
MEU CONGÁ PURIFICOU
O SOL QUE DESPERTA ME TRAZ XANGÔ

NOS TERREIROS E ALTARES
SINOS E ATABAQUES DOBRAM NA MAIS FIEL DEVOÇÃO
CANTO E DANÇA COM O AGERÊ
PREPAREI O MEU AMALÁ E MANDEI COLOCAR DENDÊ
SE TODOS OS DEUSES SE ENCONTRAM NA BAHIA
O PEITO PALPITAVA AO ENCONTRAR UM NOVO GUIA
EM PRECE, O CORPO ESTREMECE E O CORAÇÃO AQUECE
A SAUDAR NUMA SÓ VOZ
DO ALTO DO MORRO ALUMIA, ABENÇOA A ACADEMIA
OLHAI POR NÓS!

PISA FORTE NESSE CHÃO, SALGUEIRO
VAI TER XIRÊ PRO MEU ORIXÁ
ARDE EM MIM O FOGO DA JUSTIÇA
AOS OLHOS DE XANGÔ, MEU PAI

OBANIXÉ KAWÓ KABIESILÉ
OBANIXÉ KAWÓ, ÔÔ

Luiz Pião, Raoni Ventapane, Diego Tavares, Gilmar L. Silva, Ademir Salles, Daniel ZF, Washington Motta, Domingos PS

AXÉ, MEU PAI, AXÉ
EU SOU FILHO DE FÉ
DA ACADEMIA, UM BRADO FORTE ECOOU
SALGUEIRO É A VOZ DA VERDADE
É JUSTIÇA E IGUALDADE, XANGÔ

REI DESSA NAÇÃO VERMELHA
ALAFIN DE OYÓ
O SEU RAIO DE LUZ? CLAREIA
CHAMA ACESA DA VIDA
CONTRA AS INJUSTIÇAS
ME PROTEJA COM SEU OXÉ
ALUJÁ DOS TAMBORES
DANÇA PROS SEUS AMORES
NA MAGIA DO CANDOMBLÉ

FORÇA E CORAGEM PRA LUTAR? É OBÁ
FOGO ARDENTE PRA QUEIMAR? EPARREI OYÁ
AYÊYÊÔ MAMÃE OXUM, Ê MAMÃE OXUM
AMOR DE VERDADE SÓ TEM UM

KAÔ KABECILÊ, DE JEJÊ OU NAGÔ
KAÔ XANGÔ, AGÔ XANGÔ
KAÔ KABECILÊ, JAMAIS ME DEIXE SÓ
É O REI MAIOR, A LEI MAIOR

ELE É DA PEDREIRA (MEU PAI XANGÔ)
LÁ DA CACHOEIRA (ME BATIZOU)
ELE É O SENHOR, MEU BRASIL SINCRETIZOU
MEUS OLHOS VÃO BRILHAR, MEU CORAÇÃO PALPITAR
AO VER O MESTRE NOVAMENTE DESFILAR
OBÁ DE XANGÔ
FEZ MORADA NO MEU TERREIRO
HOJE O MACHADO FORTALECE
PREVALECE A UNIÃO, SALGUEIRO

Demá Chagas, Marcelo Motta, Renato Galante, Fred Camacho, Leonardo Gallo, Getúlio Coelho, Vanderlei Sena, Francisco Aquino

VAI TROVEJAR
ABRAM CAMINHOS PRO GRANDE OBÁ
É FORÇA, É PODER, O ALÁÀFIN DE OYÓ
"OBA KO SO!" AO REI MAIOR
É PEDRA QUANDO A JUSTIÇA PESA
O ALUJÁ CARREGA A FÚRIA DO TAMBOR
NO VENTO, A SEDUÇÃO (OYÁ)
O VERDADEIRO AMOR (ORAIÊIÊÔ)
E NO SACRIFÍCIO DE OBÀ (OBÀ XI OBÀ)
LÁ VEM SALGUEIRO!

MORA NA PEDREIRA, O DONO DA TERRA
VEM DE ARUANDA PRA VENCER A GUERRA
EIS O JUSTICEIRO DA NAÇÃO NAGÔ
SAMBA CORRE GIRA, GIRA PRA XANGÔ

RITO SAGRADO, ARIAXÉ
NA IGREJA OU NO CANDOMBLÉ
A BENÇÃO, MEU ORIXÁ!
É ÁGUA PRA BENZER, FOGUEIRA PRA QUEIMAR
COM SEU OXÊ, "CHAMA" PRA PURIFICAR
BAHIA, MEUS OLHOS AINDA ESTÃO BRILHANDO
HOJE MAREJADOS DE SAUDADE
INCORPORADOS DE FELICIDADE
FOGO NO GONGÁ, SALVE O MEU PROTETOR
CANTA PRA SAUDAR, OPANIXÉ KAÔ!
MACHADO DESCE E O TERREIRO TREME
OJUOBÁ! QUEM NÃO DEVE NÃO TEME

OLORI XANGÔ EIEÔ
OLORI XANGÔ EIEÔ
KABESILÉ, MEU PADROEIRO
TRAZ A VITÓRIA PRO MEU SALGUEIRO

Miudinho do Salgueiro, Betinho de Pilares, Jassa, Ralfe Ribeiro, Salviano, Robson Reis, JB Oliveira, W. Corrêa

OYÓ DO REI Dlogo salgueiro 2019ESTA CASA
NAGÔ TROVÃO A QUEM PEÇO AGÔ
KAÔ KABECILE BABÁ
É FOGO VERMELHO, É SOM DE ALUJÁ, MEU ORIXÁ!
LÁ NA PEDREIRA É PEDRA QUE ROLA
SENHOR DE YANSÃ, AMOR DE OXUM
OBÁ TAMBÉM GANHOU SEU CORAÇÃO
O FIEL GUARDIÃO DO PODER DE OLORUM
SABEDORIA NO CULTO ANCESTRAL
O OXÉ IMORTAL CONTRA OS MALFEITORES
NA QUARTA-FEIRA VAI TER AMALÁ
TEMPO DE FESTEJAR E CURAR MINHAS DORES

O SANTO QUE AMANSA O LEÃO
É REI, É REI, É REI!
É GINO DA COBRA CORAL
FOGUEIRA DE SÃO JOÃO
AQUELE QUE ESCREVE A LEI

BAHIA DO AXÉ E DO IFÁ
DO YLÊ, DE OJUOBÁ
DAS LADEIRAS DO PELÔ
QUE OS DOZE CAVALEIROS DA JUSTIÇA
SE MANTENHAM NA PREMISSA
DA VERDADE DE XANGÔ
ALAFIN, AFONJÁ
UM MACHADO PRO MEU PADROEIRO
AGANJU, AIRÁ
O MEU PAI É SENHOR JUSTICEIRO

KAÔ, KAÔ
SALGUEIRO É TERREIRO DE XANGÔ
SALGUEIRO É TERREIRO DE XANGÔ
KAÔ, MEU PAI, KAÔ!

Filipe Martins, Carlão do Carangujo, Ademir Ribeiro, Bonfim Lehart e André Quintanilha

UM RAIO TOCA O CHÃO E ABRASA A TERRA
É CHAMA QUE ACENDE ESSA AVENIDA
O GRANDE OBA, ALÁÁFIN D?ÒYÓ
SENHOR E PROTETOR DA ACADEMIA
DIVINA AUTORIDADE COM O SEU OXÉ
A BÊNÇÃO NO XIRÊ TEM ALUJÁ
QUE REINA EM LIBERDADE SEUS FILHOS DE FÉ
A LUZ DE OLORUM, SUPREMO ORIXÁ
O AMOR DA OXUM, A LEALDADE DE OBÁ
DOMA O FOGO COM A FORÇA DE OYÁ

SANGUE VERMELHO É NOBREZA
OLUWÀ, PAI DE CABEÇA
NZAZI XANGÔ, KETU - YORUBÁ
SENHOR DA PAZ, MAJESTOSO REI
ILÊ SALGUEIRO, SEMPRE REINARÁ

EM NOSSAS TERRAS TEMPOS DE IMPOSIÇÃO
SEUS HERDEIROS NÃO CEDERAM A CONVERSÃO
NO NORDESTE SINCRETIZADO E POPULAR
A INFLUÊNCIA EM DAOMÉ, É NAGO EGBÁ

TALHOU A PEDRA ESCREVEU SUAS LEIS
BATIZADO, O IMPOSSÍVEL A SUPLICAR
IMPERA O MAL, "GOLPEANDO" A VENCER
ME ABRA AS PORTAS DO CÉU, GUIA MEU VIVER

BAHIA, TERRA SAGRADA DE AXÉ
FELICIDADE MORA AQUI NESSE ABASSÁ
PISANDO FORTE INCORPOROU NA FANTASIA
EM NOSSO MANTO UMA ESTRELA A BRILHAR

ABENÇOAI A NOSSA ESCOLA
ROGAI POR NÓS OH! PADROEIRO
KAWÓ KABIECILÊ! JUSTIÇA
XANGÔ DO MEU SALGUEIRO

Russo, Thiago de Xangô, Prof Val e João Lima

Acendo a vela pro meu santo padroeiro
Dobro o rum sou batuqueiro
Que o Xirê vai começar
Respeite o meu bangulê
Jeje, nagô, yorubá
Bato cabeça pro meu Orixá
Dobro o rum sou batuqueiro
Que o Salgueiro vai saudar, meu protetor
Nessa corrente de fé
Derrama em nós seu axé
Xangô oooo

Kao Xangô Alafim de Oyó
Abre os caminhos para o meu Salgueiro
Seu Oxe vai nos guiar
Com a graça de Olorún
Dádiva Divina abençoai o meu terreiro
O Rei Maior, lança do Orún os raios e trovões
Sua história inspirou nações
Da realeza ao amor das yabas
No coração de quem ama
Chega ao novo mundo como herança
Resistência se fez raiz
Importante em nosso país

Com clamor ao meu senhor
Me ajoelho no altar
Queima o fogo do agerê
Para o mal purificar
Leão salve a pedreira
Sincretizado ele mora na cachoeira

Bahia de todos os deuses? saudade
Faz o coracao palpitar?felicidade
Na ginga e na força da comunidade
Rufam os tambores no aluja
Oba da academia vai incorporar
Firma o batuque? O alabê vai cantar
Entra na roda e deixa a gira girar
Com fé eu peço aos 12 obas
Justica e igualdade? alafiá
Xangô é minha vida. O nosso pai, o nosso rei
Em oração te clamo em poesia
EM NOME DO PAI AMÉM!!!

Antonio Gonzaga, Giselle Katar, Danilo Garcia, Braguinha, Bello, Wagner Mariano, William Neves, Gilca Soares e Marco Duarte

Bate cabeça, chegou Salgueiro
Um raio vermelho no céu de Oyó (Kaô)
kaô, Kaô, Kaô, cabesile Xangô (Kaô)
Kaô, Kaô? Meu Pai São João Batista é Xangô

Um homem de nobre linhagem
No trono, audácia e coragem
Em Orum, orixá virou
Com seu Oxê justiceiro
Derrama luz nos terreiros
Emana a força do seu calor

Ele bradou na aldeia (salgueiro)
E aqui vai bradar (salgueiro eu sou)
Vestido de vermelho, coração guerreiro
Se apaixonou (se apaixonou)
Nos ventos de Iansã (Eparrei Oyá)
Nas aguas de Oxum (Ora Yê Yê Oxum)
Num ato de amor, fez enlouquecer
Obá Xirê

A crença resiste na alma
Em cada filho de fé
São tantas imagens, um só protetor
Na igreja ou no candomblé
"Terra abençoada pelos Deuses"
Axé, Oranifé!

Oba nixá Lerô keodô
Toca o Alujá para o Rei Nago
Oba nixá Lerô keodô
De joelhos meu Pai, agô

Deixa trovejar, deixa trovejar
Hoje tem gira de santo para o grande Obá
Lá do alto da pedreira nosso padroeiro
Traz justiça e esperança para os filhos do Salgueiro

Cesar Nascimento, Sandro Compositor, André Ronaldo, Leandro Barros, R. Gêmeo, Beto H. e Silvio Mesquita

AGÔ? AO SOBERANO ALÀÁFIN DE ÒYÓ
REINOU NO CORAÇÃO DE IFÉ
OBA KO SO? ILUMINOU A NOSSA FÉ
DO ALTO DA PEDREIRA, NAS MÃOS O SEU OXÉ
KAWÓ KABIESILÉ? TODO POVO DO AYÊ
CLAMA ÀS FORÇAS DE ORUM
TODA A MAGIA E O PODER
QUE VEM DE OLORUM

DEIXA GIRA, GIRAR? YABÁ
VAI TER XIRÊ? EPARREI OYÁ
ORA YÊ YÊ Ô? AMADA OXUM
OBÁ SIRÊ OBÁ

CRUZOU OS MARES DE IEMANJÁ
NOS PORÕES DOS NEGREIROS
PRA SEMEAR O CHÃO DOS NOSSOS TERREIROS
A DEVOÇÃO DESSE POVO DE DAOMÉ
FEZ FLORESCER AS RAÍZES DO CANDOMBLÉ

E O SANTO ALENTOU O PRANTO YORUBÁ
O SEU ANDOR GUARDOU MEU ORIXÁ
RELUZ NO MEU OLHAR BAHIA
NO MEU ALTAR A SUA ESTRELA BRILHA
É FOGO, É TROVOADA, OJUOBÁ SENHOR

VITÓRIA PRA NOSSA GENTE
JUSTIÇA MEU PAI XANGÔ

SALGUEIRO? UM CANTO DE AMOR
DA ACADEMIA A ECOAR
O AXÉ DO MEU TAMBOR
KAÔ XANGÔ, SARAVÁ

Roberto Eloy, Renato Penna, Diego Kabeça, Carlinho Japona, Yndiara Veneno, Júlio César, Marcelo Mineiro e Sergio Nilo

O toque africano do Alujá
Trovão que invade o meu Ilê-Ifé
Quem bate o martelo é o conquistador
Kaô kabiesile Xangô
Um raio misterioso
E a chama de Olorum
Divino é o dono do oxé
O justo iorubá
Senhor da vida
O soberano Alafim de Oyó

Três senhoras dividiram seu amor
Oya, Oxum, Oba
Derrama o fogo atroz, destrói o seu Ile
Ouve o conselho, deveria perecer

Oba ko so? oba
O Orixá partiu desencarnado
Do Orum vê um país acorrentado
E tem o seu poder sincretizado
Abrindo as portas do céu
Tornou-se um anjo fiel
Lavando a fronte do Senhor
Encantou meu doce professor
Bahia? Ô Bahia
Salve Xangô que não aceita covardia
Prepare o amalá
Na oferenda um pedido de justiça

Axé meu xirê
A Furiosa evoca o dono da pedreira
Salgueiro sou eu? Vermelho eu sou
Fui consagrado no terreiro de Xangô

Edu Chagas, Baez, Paulo Lima, Isaías Demócrito, Luizão Mangará e Alex Moreno

Segura, lá vem trovoada!
Rompendo pela madrugada
Da África o trono de um guerreiro
Batalha não se ganha só
Eu rezo ao rei de Oyó?Salgueiro, Salgueiro!"
Coroa de guerra do céu e da terra, vem ver
Três rainhas dançarem no xirê
Oyá fez arder o caminho
Obá se entregou ao destino
Oxum colheu lírios pra você

Forjei a minha alma no fogo de Xangô
Forjei a minha alma no fogo de Xangô
Seu machado guia o leme sobre o colo de Iemanjá
Seu machado guarda os filhos e as dores desse mar

Ôôô Nagô Egbá?.Nagô Egbá
Risca o ponto alumia o congá
É ele que amansa o leão
É o santo protetor de uma nação
Batiza os filhos na cachoeira
Cabeça feita ao dono da pedreira

Zum zum zum zum zum ao som do alujá!

No morro onde meu povo firma o samba
Seu nome é ordenança de um rei
Defender ou condenar? Axé Opô Afonjá!
Que a justiça seja ainda a nossa lei
Kaô Xangô
O Salgueiro, quilombo vermelho
Bateu seu tambor

Serginho Sumaré, André do Cavaco

É O PODER DE COMANDAR COM A RAZÃO
LÁ VEM O MEU SALGUEIRO
XANGÔ É REI
JUSTIÇA E PROTEÇÃO
CLAMOR? TROVÃO
OYÓ SUA NAÇÃO
INCANDESCENTE NUNCA SE APAGARÁ
SUA VOZ VAI ECOAR
SEU CORAÇÃO
É DIVIDIDO PELO AMOR
TRÊS DIVINDADES ENCANTARAM
PAIXÃO QUE SE ETERNIZARAM

OBÁ LUTOU, SE ENCANTOU
E A CHAMA DO AMOR SE ASCENDEU
OXUM ENCANTOU COM SEU PALADAR
OYÁ O INFINITO ENFEITIÇAR

CHEGUEI AO BRASIL REVERENCIADO
POR MEUS FILHOS ACLAMADOS
ESCREVI NA PEDRA MEUS PRECEITOS
EMANO O PODER DE VIR JULGAR
NA CACHOEIRA PRA LAVAR A ALMA
É MEU BATISTÉRIO PRA PURIFICAR
MEU FOGO ACENDE A CHAMA
PRA VENCER DEMANDA E A VIDA TRANSFORMAR
COM LIVRO NAS MÃOS, SOU EU A CONSCIÊNCIA
DESÇO DO CÉU, UMA LUZ A TE GUIAR
É MUITA EMOÇÃO VER O MEU DESTAQUE
PASSEI NA BAHIA, É DE ARREPIAR
SOU XANGÔ DO SALGUEIRO
AQUI É MEU LUGAR

KAÔ KABECILE COM MEU OXÉ
O POVO CLAMA IGUALDADE
KAÔ KABELICÊ
UM GRITO FORTE CONTRA A IMPUNIDADE

Grassa Rangel, Olímpio, Marcílio do Salgueiro, Erik Rangel

A HISTÓRIA DE DADÁ-AJACÁ TERCEIRO
É A CHAMA VERMELHA DO MEU SALGUEIRO
VEM COROÁ, KAÔ KAÔ KABIESSI
O REI XANGÔ. ME DEIXA PASSAR
UM SOPRO DE FOGO A TERRA ARDIA
EM CINZAS O MEU CORAÇÃO SOFRIA
XANGÔ VIAJOU
PRA TERRA DE ORUM
COM TODA A HONRA DO MUNDO DE ORIXÁS

SEUS FILHOS CHEGARAM COM A FÉ DISFARÇADA
MISTURA SAGRADA PRA SOBREVIVER
BATISMO CABEÇA NA ÁGUA AXÉ A ESCRITURA SAGRADA
O FOGO PURIFICA E TEM PODER

VOU VIAJAR
O MORRO SEMPRE TEVE UM PADROEIRO
SOM DE ALUJÁ
VERMELHO E BRANCO DE XANGÔ LÁ DO SALGUEIRO
SALVE O SENHOR DA VERDADE
DAS INJUSTIÇAS E DESIGUALDADES
COM A PROTEÇÃO DE OBÁ
O NOSSO AXÉ NA PEDREIRA VAI ROLAR

KAÔ XANGÔ VEM ME AJUDAR
MANDA ESSE RAIO DE LUZ NO MEU GONGÁ
MEU POVO É FORTE A JUSTIÇA VAI REINAR
O TROVÃO DA FURIOSA PRO SALGUEIRO ME GUIAR 

ATENÇÃO COMPOSITOR

O PUBLICANDO NEWS quer divulgar seu samba. Envie áudio em formato mp3 e letra do seu samba para: jornalismo@publicandonews.com.br ou contato@publicandonews.com.br

*Atualizaremos em breve com mais áudios e letras


Comentários(0)
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
O material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.
"Entrega teu caminho ao Senhor, confia nele e tudo o mais ele fará" (Salmos 37.5)